Escolha uma Página

Renda Fixa contempla os títulos públicos, bonds, e tem seu rendimento prefixado mesmo que seja a um índice

Este video foi gravado para oferecer contéudo útil antes mesmo de voce entrar num curso do professor! Transmitido ao vivo em 29 de janeiro de 2020

Renda Fixa e Juros Compostos

Antes de falar propriamente de renda fixa, do mercado de taxas prefixadas dos Bonds, do CDB pré fixados, dos Tesouros Direto de 2035 e 2050, só relembrar o que que é o juros compostos.

Os juros compostos é a oitava maravilha da humanidade!

Como diz Einstein, o juros compostos um poder fabuloso no longo prazo.

Quando o juros composto é muito poderoso, o tempo é muito longo ou a taxa muito alta você consegue multiplicar o capital muitas vezes ao longo de anos, e de décadas.

Vamos imaginar que você tem R$100 e você tasca-lhe uma taxa de 10%. 

Então no futuro você terá R$110, certo? 

Se isso for durante vários e vários anos? 

Pensando em 10% ao ano, R$100 em 10 anos, quanto que ele teria? 

Bom, se aumenta R$ 10 por ano, em 10 anos você não teria só R$ 100 a mais! Isso porque voce tem uma sobreposição:

No ano 1 no primeiro ano você tem R$ 110.

No segundo ano tem 10% sobre os R$ 110 – ou seja – no segundo ano 121, e não apenas R$ 120 por que os 10% incidem sobre o último resultado total.

E no Terceiro ano, terá R$ 133 e assim por diante…

Então vamos relembrar, quer dizer que quanto maior é o tempo, maior vai ser o efeito da taxa.

É justamente isso que eu me preocupo, porque os grandes investidores já saíram dos pré-fixado faz tempo!

Eles saíram do pré-fixado e tem gente incentivando as pessoas a entrarem no pré-fixado!

Eu vou marcar a data desse desse conteúdo: estamos aqui em janeiro de 2020 a nossa taxa de 4% ao ano.

Renda Fixa, PU e Valor Presente

Vamos fazer o raciocínio inverso: você quer ter R$ 100 no final de cinco anos.

Vamos supor que a taxa de 10% ao ano, quanto você precisa aplicar?

Para relembrar fórmula para calcular o valor presente o PV, se você tiver na HP você faz isso:

1 – você digita 100 = FV
2 – digita 10 = i
3 – 5 = N

Clica em PV que vai te dar o resultado, PV = 62,20. Então precisa colocar R$ 62,20 e para obter R$ 100 no final de cinco anos.

É isso que eu preciso. Se você pegasse R$ 62,10 e acrescentar 10% no ano, acrescenta 10 ano a ano, voce vai obter exatamente R$ 100 no final.

Agora quero perguntar o seguinte, e se a taxa foi de 15% ao ano, quanto que vai ter que ser o meu PV para obter os mesmos r$ 100 no final de 5 anos?

Agora eu quero ter pelo mesmos R$ 100 no final só que eu quero aplicar 15% ao ano

Então você vai fazer a mesma coisa na HP: 100 = FV, 15 = i e 5 = N e aí você clica no PV e você descobre que fica bem menos, só aplica R$ 43,23 para obter os mesmo R$ 100.

  1. você compra um título numa taxa de 10% pagando R$ 62
  2. A taxa sobe para 15% e o seu título cai de preço
  3. Como você precisava de R$ 62 para obter os R$ 100 a 10%.
  4. Agora que você precisa apenas de R$ 43 para obter os mesmos R$ 100,

Neste exemplo. você tem uma perda de R$ 18 aproximandamente, estamos falando de uma perda de 30% no patrimônio! 

Título pré fixado pode dar prejuízo?

É isso mesmo, na renda fixa você tem esse perigo da desvalorização do PU.

Mas no caso de você segurar esse título até o seu vencimento, fica tudo bem.

Então se você está num título pré para 2022, não tem problema nenhum. está pertinho, o tempo passa e a taxa pactuada você vai conseguir receber desde que não tenha insolvência do emissor.

O problema não são os títulos para 2022 ou 2023, o problema é quando o cara está sugerindo que você compra um título para 2035 ou 2050 que que vai acontecer?

Vamos pensar num título de 2035 – hoje a taxa de juros a 4% ao ano, mas a curva para você comprar esse título, ele tá mais ou menos IPCA + 2,5% ao ano.

Pensando num título de R$ 100.000, vamos ver quanto vale isso a valores presentes a 2,5% ao ano, você precisa de R$ 68.965,00.

E vamos supor que dê um chacoalhão no mercado internacional e o nosso DI suba para 10%… e esse título passa a pagar por exemplo IPCA + 7% que era o que tava antes dessas quedas brutais de juros! 

O PU disso então é 1,07^15=2,76  e R$ 100.000/2,76 = R$ 36.231 para obter os mesmos 100.000. Aqui nós estamos falando de uma taxa de 2,5% e que passa a uma taxa de 7% e e no entanto, seu título desvalorizou (36.321/68.965 – 1) = 47,33%

Apesar da taxa de juros subir de 2,5% para 7%, o seu título vai perder 47,33% em PU… O jeito é segurar até 2035 e aí tudo bem você vai receber isso o precontratado que é IPCA + 2,5% é verdade.

Agora é hora de título pré fixado?

Eu chamo atenção disso principalmente porque tem muita gente dizendo  que hoje é a hora dos prefixado! A era dos prefixados foi 2015/2016 quando você tinha taxas de até 23%.

Quando se tinha essa taxa, e se você tivesse coragem, não adianta falar que dava para ficar milionário não, por que ainda assim você corria um certo risco por que a inflação podia estar fora de controle etc etc enfim, eram as incerteza da época… 

Mas neste momento eu acho um tanto temerário você comprar um título de 2035 ou 2050. Se fosse para 2050 por exemplo,e se puder segurar mesmo o título até o final, então daqui a 30 anos estará sim com o contratado.

Você só pode pegar um título de renda fixa muito longa somente se tiver indexado a alguma moeda forte e ele estiver com uma taxa boa. Uma taxa de 2,5% não é uma taxa boa eu não eu não entendo como a taxa boa que vale o prêmio de risco.

Teve um período lá que tinha um título do governo Inglês que estavam pagando algo em torno de LIbra + 12% ao ano aí pode fazer sentido você amarrar por 10-15 anos ele faz sentido. Afinal a gente tem Real + 4,5% ao ano.

Tem que tomar muito cuidado com título, não especificamente este Tesouro IPCA 2035 2050, mas qualquer título que tenha componente de renda fixa, componente pré fixado você tem esse risco de perder dinheiro.

Tenho Títulos pré fixados vencendo, e agora?

Os grandes investidores, a partir do ano passado, quando a taxa veram abaixo de 5,5% a maioria já estava se desfazendo esses títulos para 2030 e 2035.

E trouxeram para títulos de vencimento mais curto com vencimento máximo em 2023 e e também para o próprio tesouro SELIC.

Se der algum problema dali e até 2023, é mais fácil para esperar, mas até 2030 – 2035 talvez seja muito tempo para amarrar o dinheiro. 

Apesar do Tesouro SELIC render menos que os pré fixados de um modo geral, ele pelo menos acompanha se a taxa subir.

Quando a taxa estava 16% ao ano, ninguém recomendava comprar pré. Um título de 15 anos a uma taxa de 16% ao ano por exemplo, para receber R$ 100 mil lá no futuro, você estaria pagando só R$10.800 com taxa de 16% ao ano.

E como a taxa de juros caiu, consequentemente esse PU foi subindo, impressionante!  

Hoje, este PU, está na faixa de R$ 70 mil, porque quando a taxa cai, você precisa colocar mais dinheiro para obter o mesmo resultado no final. Então o PU deste títulos para 2035-2050 subiu muito.

Mas pode voltar a cair e perder seu patrimônio num título de renda fixa se precisar resgatar, ou ter de esperar mais 15 ou 20 anos para resgatar se aguentar. 

Isso vale para os Bonds também. A maioria dos Bonds de países, tá pagando hoje algo em torno moeda + 1,5% ou moeda + 2%. Então não é hora de amarrar longo. 

Esse é o princípio do juros, se o juros está alto, você faz um contrato longo e se o juros está muito baixo você faz um contato mais curto possível.

Para onde a Renda Fixa dos milionários está migrando?

Repetindo que não é uma recomendação, hoje pode ser melhor encurtar os seus vencimentos em títulos de curto prazo porque se o juros subirem, você será penalizado a aguardar o término da sua aplicação para poder aplicar ele melhor.

E com a queda das taxas de juros, os grandes investidores andaram indo para do tesouro direto para o que as ações com foco em dividendos, porque quando os juros caem, o dividendo se tornam significativo!

Já os Fundos Imobiliários (principalmente os de tijolo) carregam uma parcela fixa de aluguel. Antes da alta da taxa de juros, se você tinha R$ 100 mil em fundo imobiliário que pagava 0,8% ao mês, recebia R$ 800 por mês.

Só que o DI estava bom, em 12% ao ano. Se você tivesse R$ 100 mil, 12% ao ano, resultava em R$ 948,88 por mês. Só que com o DI a 4% ao ano dá mais ou menos 0,36% ao mês.

O valor da cota acabou subindo a um preço em que o dividendo se aproximou da taxa de 4% ao ano!

Hoje, os Fundos Imobiliários tipo tijolo estão pagando em torno de 0,5%, antes dessa grande baixa de taxa, estavam pagando 0,7% ao mês.

Com a alta do preço da cota e como os aluguéis não subirma tanto, resulta numa queda de rentabilidade mas ainda assim é muito bom!

E ainda, o rendimento do fundo  imobiliário é líquido, mesmo que venham a taxar o dividendo fundo imobiliário, ele ainda está rendendo mais do que o nosso DI.

Apêndices

Fórmulas matemáticas usadas

PV = FV / (1 + i)^N 
PV = Valor Presente
FV = Valor Futuro
i = Taxa de Juros
N = número de períodos

No canal do Telegram que tem muito conteúdo bom, e o canal ainda direciona você para outros grupos sobre o assunto que você desejar saber.

Se desejar saber sobre trava de linha, não precisa pagar um curso só para aprender uma trava de linha, lá você encontra grupos de trava de linha, você fica uns meses, e acompanha como é que funciona.

Quer aprender como é que funciona a trava de alta, no grupo só de trava de alta, fica lá uns meses, aprende pelo menos como funciona, e só depois faz um curso e se especializa.

Você tá conhecendo esses novos instrumentos, o mercado muda muito rápido. Taxa boa,  compensa amarrar ele por um tempo longo. Taxa que está ruim, você amarra ele pouco tempo. 

Glossário: PU é uma abreviação e que significa preço unitário e é basicamente o preço que cada título público

 

Principais cursos do Mestre dos Derivativos:

https://professorsu.com.br/cursos/alquimia-tempo/
https://professorsu.com.br/cursos/sala-do-mestre-dos-derivativos/
https://professorsu.com.br/cursos/estrategias-renda-continua-progressiva/

Curso Gratuito no Telegram

https://t.me/derivativos

O Intagram do Mestre dos Derivativos

https://instagram.com/mestredosderivativos